404

Dança das cadeiras: responsável pelo Windows é demitido da …

Anteontem, a Microsoft anunciou que Steven Sinofsky deixou a empresa: ele era o executivo responsável pelo Windows e recentemente acusou o iPad mini de ser muito caro em relação aos computadores portáteis com Windows 8. Tal executivo ficou mundialmente conhecido pelo travamento do Surface RT na apresentação do tablet da Microsoft em junho.

Óbvio que a culpa era do péssimo hardware escolhido, o mesmo Tegra 3 da nVidia que acompanha todo tipo de quinquilharia barata como Nexus 7 e Ouya:

Enfim, Julie Larson-Green assumirá o cargo de Sinofsky para liderar as equipes de engenharia de hardware e software Windows, enquanto Tami Reller continuará como CFO do Windows e Steve Ballmer como CEO da Microsoft.

Nenhuma razão oficial foi dada para a partida de Sinofsky e Ballmer apenas agradeceu os vários anos de serviços prestados pelo travado Steven à Microsoft, esta em uma nova era de produtos:

É, travou…

Construímos um belo alicerce com novos lançamentos como Microsoft Office, Windows 8, Windows Phone 8, Microsoft Surface, Windows Server 2012 e ‘Halo 4’, além da enorme integração de serviços como Bing, Skype e XBox através de todos os nossos produtos.

Rumores apontam que, dentro da Microsoft, Steven Sinofsky era tido como incisivo e tinha o péssimo costume de construir barreiras entre as equipes de desenvolvimento para manter o controle sobre os produtos Windows de forma isolada. É algo que iria totalmente na contra-mão da atual política de construir um ecossistema Windows 8, pois isto requer colaboração total entre todos os setores de desenvolvimento Windows.

De certa forma, a atitude da Microsoft lembra a da Apple com o chefe do iOS, Scott Forstall: uma semana depois da apresentação do iPad mini e iPad 4, ele passou a servir como assessor do presidente executivo Tim Cook. Isso até abandonar a empresa de vez, no próximo ano.

Cuspidos pela maçã: Scott Forstall e John Browett

Quem não teve a mesma sorte na Mafã (ui!) foi o chefe da área de varejo, John Browett: durante sua gestão, ele focou seus esforços na geração de maiores receitas nas lojas Apple, cortando custos até na limpeza das Apple Stores!

Voltando ao pai do iOS, ele era cotado como eventual sucessor de Tim Cook no cargo de CEO da Apple por ser um queridinho do Steve Jobs, embora alguns mencionem boatos de que Scott Forstall não se dava muito bem com Jony Ive (designer) e Bob Mansfield (semicondutores Apple) por diferenças entre filosofias de interface: enquanto Steve Jobs e Scott Forstall defendiam a inclusão de texturas de madeira e couro à elementos visuais do iOS, Jony Ive e Bob Mansfield consideram tal “masturbação visual” desnecessária por sobrecarregar o hardware gráfico sem uma objetiva utilidade real.

O tio Laguna espera que essa “dança das cadeiras” faça a Microsoft utilizar melhor hardware em seus futuros produtos ARM e torço para que as lojas Apple estejam mais limpas, assim como uma próxima versão do iOS.

Fonte: http://meiobit.com/111113/steven-sinofsky-fired-msft-scott-forstall-remains-apple-2013/

Speak Your Mind

*